Campanário: D. Nuno desafiou participantes da Missão País a viver a partir do amor de Deus 

Foto: Duarte Gomes

Terminou no passado sábado, dia 25 de fevereiro, a terceira edição da Missão País com uma Eucaristia. A celebração, que teve lugar na igreja do Campanário, onde os jovens estiveram em missão desde o dia 19, foi presidida pelo Bispo do Funchal.

Com o tema “Lança as redes e encontrarás!”, a missão reuniu este ano cerca de 60 jovens, tendo este sido o último de três anos que decorreu no Campanário.

Na sua homilia, neste Domingo da Transfiguração do Senhor, D. Nuno Brás falou de Isaac, o filho mandado sacrificar, mas que foi de novo entregue a Abraão como “o filho da Fé”. Aquele através do qual “Jesus mostra que é Deus e Deus presente no meio de nós” e que nos “ensina a viver a partir de Deus”.

E este, disse, “é o grande pedido que nos é feito a todos nós”, disse o prelado para logo acrescentar que “é a partir do amor de Deus que havemos de viver a nossa vida transfigurada, com outros olhos”.

Deus que “não poupou o seu filho” e que nos quer mostrar que nós podemos nos encontrar não a partir das coisas que queremos, “das nossas conquistas”, mas” a partir do amor de Deus”. 

Dirigindo-se aos jovens da Missão País, o bispo diocesano disse acreditar que este é também o grande convite da Missão, que “ajuda-vos e nos ajuda a todos a olhar a nossa vida de uma forma diferente”. 

“Aquilo que vocês aqui viveram esta semana, alguns durante três anos, pode parecer um sonho que acabou rapidamente e que agora têm de lidar com a realidade do dia a dia”, mas a verdade é que “a realidade foi aquilo que viveram aqui, porque experimentaram o que é o amor de Deus”, vincou D. Nuno Brás que apelou aos jovens para que “tenham a coragem de revisitar sempre este amor de Deus e de deixar que Ele seja a maneira de vocês viverem a vossa vida, de vocês se encontrarem”.

A terminar, depois de deixar a garantia de que o povo do Campanário reza por todos eles, pediu-lhes que “rezem também vocês por nós e não se esqueçam destes amigos que vocês aqui deixam, desta semana que aqui passaram e deste Deus que se fez assim tão próximo tão concreto, quase palpável durante estes dias”. 

Expectativas superadas

Recorde-se que ao longo de uma semana os jovens estiveram junto da população, com particular destaque para a idosa, infantil e juvenil, tendo promovido atividades de voluntariado, oração e evangelização.

De acordo com os chefes gerais, Mariana Simão e Pedro Monteiro, a semana “superou todas as expectativas”.

“É uma alegria enorme ver o que fizemos esta semana na comunidade e uma alegria a forma como a comunidade nos recebeu”, disse Mariana Simão ao nosso jornal.

Já Pedro Monteiro, diz que “o planeamento destas atividades é feito sem conseguir nunca antecipar como é que vão ser as pessoas, como é que a comunidade nos vai receber e este ano, sendo ano de envio, isto é, o último que cá estamos, a comunidade foi completamente extraordinária”. 

E isso viu-se, antes da bênção final, quando uma paroquiana e o próprio Pe. Adelino Macedo, por entre algumas lágrimas e muitos sorrisos, deixaram rasgados e merecidos elogios por estes três anos de Missão Pais na Paróquia sublinhando que esta foi uma “maravilhosa experiência” de querer “transmitir Cristo”.