Solenidade de Cristo Rei: D. Nuno Brás lembra que somos “iniciativa do Senhor”

Foto: Duarte Gomes

O Conselho Central do Funchal da Sociedade de São Vicente de Paulo voltou a organizar, em colaboração com a Conferência Vicentina de Santo Antão e com a Paróquia do Caniço, a habitual peregrinação ao monumento a Cristo Rei, no Garajau.

No final da jornada, teve lugar a habitual celebração Eucarística, presidida pelo bispo do Funchal e concelebrada por vários sacerdotes e na qual participaram inúmeros peregrinos, vindos das mais diversas paróquias da Diocese. 

Peregrinos a quem D. Nuno Brás fez questão de lembrar que nós cristãos somos “iniciativa do Senhor”. E isso, explicou, “muda tudo”. Significa que “Ele anda à tua procura e à procura dos outros, que não desiste de ninguém”.

Significa ainda que Ele quer estar sempre em primeiro lugar na nossa vida, imprimindo ao bem que fazemos, aos gestos de amor para com os irmãos o seu próprio cunho, como se fosse Ele a ter essas iniciativas.

“A nossa missão é precisamente mostrar aos outros que em certos momentos era Deus que os procurava, que em dado momento foi o Senhor que chegou a ti, que naquele teu momento de fraqueza foi o Senhor quem te deu a força e no momento em que tudo te corria bem, foi o Senhor que te estava a segurar”, vincou o prelado.

A terminar a sua reflexão o bispo do Funchal explicou ainda o bom que é “percebermos que Deus nos procura, que vem ao nosso encontro e que só nos pede que tenhamos o coração pobre, mas disponível para o acolher e que só nos pede que o tornemos presente, visível junto daqueles que necessitam de Deus, do amor dos irmãos”.