Bênção dos animais na paróquia dos Prazeres

Foto: Silvio Mendes

No domingo 16 de janeiro no adro da igreja dos Prazeres às 15 horas vai decorrer a bênção dos animais domésticos que as pessoas levarem até ao local. Assinalará a festa e Santo Antão, o padroeiro dos animais, cuja festa litúrgica se celebra a 17 de janeiro.

Santo Antão nasceu em 252, no Egipto Médio. Os seus pais eram ricos proprietários rurais. Quando tinha 20 anos, ao entrar numa igreja, ouviu proclamar Mt 10, 21: “Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens…” Fulminado pelo convite de Jesus, vendeu os campos recebidos em herança, reservando uma parte deles para a sua irmã, e iniciou a vida ascética. Primeiro juntou-se a um velho monge, perto da sua aldeia. Depois, encerrou-se num sepulcro cerca de 13 anos. Submetido a fortes tentações do demónio, empenhou-se ainda mais na luta ascética, fixando-se num fortim abandonado, onde permaneceu vinte anos. Em 306, deixou o seu retiro aceitando receber discípulos. Para escapar aos malefícios da fama, que começava a rodeá-lo, refugiou-se no monte Kolzum. Aí morreu a 17 de Janeiro de 356, com a idade de cento e cinco anos, muitos dos quais passados a ensinar os anacoretas, a curar os enfermos, e a refutar os hereges.

Santo Antão é o padroeiro da paróquia do Seixal e um dos dos padroeiros do Caniço.