Conselho Nacional da ACR esteve reunido para definir plano de ação

A ACR avaliou como “muito positivas” as ações desenvolvidas durante a pandemia e anunciou que vai continuar a promover a campanha solidária ‘Cinco pães e dois peixes’, preparando-se para a JMJ.

O Conselho Nacional da Ação Católica Rural (ACR) esteve reunido recentemente, para projetar e definir o seu plano de ação para 2021/2022.

Este encontro, online, contou com a participação da equipa Nacional, e de representantes das Dioceses em que a ACR está implantada, nomeadamente de Braga, Coimbra, Guarda, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real, Viseu e o do Funchal, que se fez representar pelo presidente e outros dois elementos da Equipa Diocesana.

Num comunicado enviado ao Jornal da Madeira, a ACR apresenta as conclusões deste seu encontro referindo que, “na oração que deu início ao Conselho Nacional, refletiu-se sobre a passagem de Lucas 10, 1-9, que alude aos que trabalham na seara, na construção do Reino de Deus. Mesmo que poucos, Jesus continua, hoje, a enviar os Seus discípulos; cada um de nós tem a missão de testemunhar e de anunciar Jesus, revelando que colocamos a nossa confiança n’Ele”. 

Analisando o trabalho desenvolvido durante a pandemia, o movimento dá conta de que “foram avaliadas como muito positivas as ações desenvolvidas”. Recorde-se que as Dioceses e a equipa nacional “promoveram atividades através das plataformas digitais, dando continuidade à ação do Movimento, criando espaços de encontro e de confraternização”. 

Além disso, “está a desenvolver-se a Campanha Nacional de Solidariedade ‘Cinco pães e dois peixes’, que auxilia diversas famílias, dando mote ao lema do triénio ‘Ser e viver para transformar’”, que é para continuar. Conforme refere a dito comunicado.

Além disso, o movimento prosseguirá, ao dia 16 de cada mês, com a Caminhada de Oração em ACR, online, que pode ser acompanhada em direto através do canal Youtube (https://www.youtube.com/user/MRonline63)”. 

A oração de 16 de outubro “integrará a “Jornada de memória, luto e afirmação da esperança” com todo o Movimento a ser desafiado a associar-se, realizando ações nas suas comunidades, entre 22 e 24 de outubro. 

Finalmente, com vista à preparação da Jornada Mundial da Juventude de 2023, a ACR delineou um programa que visa auxiliar o Movimento a preparar-se para este evento, de onde se destaca a passagem da Cruz ACR-JMJ pelas Dioceses onde está implantada. 

A terminar o comunicado, a ACR “reafirma a sua vontade de dar continuidade ao trabalho do Movimento, cada vez mais necessário nas comunidades onde está presente”.