Que pensas tu? “Não és bom só por haver outros piores”

D.R.

Muitas vezes usamos a maldade ou o descuido dos outros para nos desculparmos e nos convencermos de que o que nós estamos a fazer não é assim tão mau. Mas isso não nos torna inteiramente bons, pois não?

O que é “bom”? É algo que não prejudica nada nem ninguém. É algo agradável, que tem bondade, benigno, aprazível, benévolo. Isto é o que alguns dicionários dizem e não estão de todo errados. Ora, “mau” é o oposto de “bom” e a maldade tem vários graus ou níveis, digamos assim. É diferente roubar um saco de guloseimas de uma loja de doces do que roubar uma grande quantia de dinheiro de um banco. No entanto, não deixa de ser roubar, ou deixa?

Uma má ação não desculpa outra má ação por muito má que esta seja, pois não? Por isso, não. Não és bom só por haver outros piores. Mas, hey! Nunca é tarde demais para mudar. Há sempre uma saída. Há sempre uma porta que nos conduz para o bem e nos torna bons. E sabes quem a abriu? Deus. Porquê? Porque, para Ele, há sempre segundas hipóteses e segundas oportunidades para mudar. Agora só te resta sair pela porta que Ele te abriu e seres melhor do que os outros por seres bom.

Sofia Camões – Estudante