Diocese emite indicações para a Missa Solene da Festa do Corpo de Deus

Foto: Duarte Gomes

A Diocese do Funchal, através do seu vigário geral cónego Fiel de Sousa, publicou no seu site algumas indicações que deverão ser observadas na Eucaristia da Solenidade do Corpo de Deus, que decorrerá no próximo dia 3 de junho.

Assim, a celebração será na Sé do Funchal, às 16 horas, presidida pelo nosso Bispo D. Nuno Brás. A mesma será “precedida pela Adoração ao Santíssimo, entre as 13.00 e as 15.00h, na Igreja no Colégio, orientada por diversos movimentos laicais, onde as pessoas se podem associar”.

Quanto à Eucaristia, por motivos de limitação de lugares, “estarão presentes todos os sacerdotes e as pessoas convidadas antecipadamente”.

Para uma melhor organização, o cónego Fiel apela a que “na medida do possível, os sacerdotes, seminaristas e acólitos ou participantes, com funções específicas na Eucaristia, devem entrar pela porta lateral, junto da Sacristia”.

Quanto aos outros convidados devem entrar na catedral pela entrada principal do adro da Sé.

As paróquias, lê-se ainda na nota, estarão presentes, através de um representante Irmão ou Irmã do Santíssimo Sacramento ou outro elemento, que apresentará na porta da Sé um pequeno cartão identificativo da pessoa e respetiva paróquia, com o logotipo da Diocese.

O mesmo deve acontecer com as pessoas convidadas por parte dos Institutos Religiosos de vida Consagrada, Secular, Sociedades de Vida Apostólica, Secretariados e Movimentos Obras laicais.

O cónego Fiel pede ainda às pessoas convidadas, que se apresentem a partir das 15:30 horas, para que não haja demoras no início da celebração eucarística.

Os Irmãos do Santíssimo Sacramento devem trazer as respetivas capas.

Devido às contingências atuais, «não haverá a grandiosa manifestação de fé na Santíssima Eucaristia, pelas ruas da nossa cidade, com o tradicional tapete de flores».

No entanto, explica o vigário geral, «realizar-se-á uma pequena procissão, nalgumas ruas junto à Sé, com um número reduzido de participantes, à semelhança do ano anterior».

Devido aos andaimes colocados na nave central da Sé, a diocese alerta que «não será possível a transmissão on-line pelo Facebook”.