Santana: Paróquia e câmara municipal assinam protocolo de cooperação

D.R.

Decorreu na passada sexta-feira, no salão nobre da câmara municipal, a assinatura do protocolo de cooperação entre o município de Santana e a igreja paroquial de Santana.

Este acordo tem em vista a recuperação do salão paroquial, assim como o estabelecimento dos ditames da utilização do espaço.

Presidiu a esta cerimónia, o bispo da Diocese do Funchal que, desta forma, testemunhou a ratificação do protocolo pelo pároco da freguesia, padre Afonso Rodrigues.

Nas palavras que antecederam a assinatura do protocolo, D. Nuno Brás, relembrou o papel importante que os bens da igreja têm ao dispor do bem comum da comunidade e enalteceu a colaboração entre a autarquia e a igreja.

Já o presidente da  autarquia citou a Concordata de 2004 entre a Santa Sé e a República Portuguesa para justificar a razão do protocolo, como instrumento de colaboração entre o município e a igreja paroquial. Lembrando ainda que o salão paroquial é, há muitos anos, utilizado por várias instituições do concelho em diversos eventos.

Por sua vez, o pároco da freguesia relembrou que a utilização do salão paroquial sempre foi gratuita e que o mau estado do imóvel justificava uma intervenção urgente.