Será que Deus contraria os nossos planos?

D.R.

Deus parece, às vezes, um desmancha-prazeres! Estamos nós com as continhas todas feitas, com os nossos projectos muito bem organizados e Ele, sem nos pedir licença, mete-se na nossa vida, altera-a, e tudo nos sai ao contrário…

Não há paciência, valha-nos Deus…

Mas, surge inevitavelmente um mas, que se interpõe nos nossos juízos como um imperativo que nos impele a reflectir e a reconhecer que o verdadeiro estado das coisas é outro e completamente oposto.

A lógica de Deus é outra. Ele é que tem o grande projecto para a nossa felicidade e espera que O ajudemos a realizá-lo. 

É bom que fique claro que nós não podemos melhorar os planos que Deus tem para nós. Com humildade e confiança procuremos descobri-los e segui-los, deixando que Ele vá tecendo a nossa vida e dispondo os acontecimentos para que eles, divinamente, se cumpram na nossa humilde pessoa.

Deus, no Seu Amor e paciência infinitos, espera-nos nas encruzilhadas mais difíceis, no meio da doença, do fracasso, da ruína ou das circunstâncias humanas mais adversas ou desfavoráveis.

O seu projecto para nós é único e de uma só peça, quer dizer, é um todo pleno de sentido e coerência, mesmo quando nos parece contraditório, inexplicável ou sem sentido.

Assim, face aos contratempos, em vez de nos lamentarmos, é melhor aceitar e confiar porque, atrás dessas tempestades estará, certamente, a presença amável e serena do nosso Pai, com a Sua bonança à nossa espera e, então, seja o que Deus quiser. Se fazemos o nosso melhor, tudo acabará Bem.