Oração a São Tiago Menor, padroeiro da cidade e da Diocese do Funchal

Foto: Duarte Gomes

S. Tiago Menor, Apóstolo do Senhor,
Que, no seguimento de Cristo Jesus, merecestes a palma do martírio,
E agora gozais da presença gloriosa da Santíssima Trindade,
a Vós recorremos, implorando o vosso poderoso poder de intercessão,
junto do Senhor, que oferece Vida em abundância. 

Vós fostes escolhido para protetor e advogado da nossa cidade
e da nossa Diocese do Funchal, quando a fome e a epidemia da peste
feriram de tristeza e de morte as nossas famílias, no ano de 1521 e nos defendestes daquele terrível mal. Nós vos agradecemos todo o cuidado vigilante, ao longo da nossa multissecular história insular,
tecida de luz e de sombra.

Neste tempo de angústia, incerteza e medo,
gerado pela nova pandemia global do vírus covid 19,
solicitamos novamente a vossa poderosa intercessão
junto do Senhor, médico Divino dos corpos e das almas.

Dai-nos a saúde tão desejada, ao corpo e ao espírito,
e não permitais que nos roubem os nossos sonhos
e os sonhos dos nossos jovens e crianças.
Erguei-nos na esperança e na alegria de um novo amanhecer,
na construção de um mundo novo, mais humano e mais fraterno,
iluminado pelo Espírito Santo, eterno criador do Universo e de Vida nova.

S. Tiago Menor, nosso querido protetor,
a quem o Cabido e esta Câmara do Funchal,
desde o séc. XVI, prometeram, com a força de Voto, celebrar solenemente a vossa festa, para agradecer os favores divinos recebidos.
Derramai sobre o nosso povo da Madeira e do Porto Santo abundantes graças e bênçãos do Senhor, sobretudo sobre aqueles, que estão na linha da frente, no combate a este vírus.

Concedei-nos a cura dos nossos doentes e a libertação total de tão terrível pandemia, que devasta a inteira humanidade. Aos que partiram, o Senhor os receba na Sua luz eterna. Ámen.

Nossa Senhora do Monte e São Tiago Menor, nossos poderosos protetores, intercedei por todos nós.

Foto: Duarte Gomes