São Francisco Xavier festejado na Calheta

D.R.

Francisco de Jasso Azpilicueta Atondo y Aznáres nascido do a 7 de abril de 1506 em Xavier, que é um município da província de Navarra, ficou conhecido como São Francisco Xavier e foi um missionário católico do padroado português e apóstolo,  sendo cofundador da Companhia de Jesus (Jesuitas).

Na Madeira foi construída uma capela em sua honra no sítio do Salão, freguesia da Calheta fundada em 1693 e que viria a ser a sede da paróquia com o nome daquele santo, constituída no ano de 1960. Mais tarde foi construída a atual igreja paroquial.

É nesse templo que no domingo 25 de agosto às 16 horas será celebrada a Eucaristia que assinala  festa de São Francisco Xavier e que será seguida de procissão

A missa da vigília principiará às 20 horas do sábado 24 de agosto.

Assim aquela comunidade paroquial do Arciprestado da Calheta vai louvar Francisco Xavier que com 19 anos, foi estudar para a Universidade de Paris, habitando o Colégio Português de Santa Bárbara, custeado pelo Rei D. João III.

Depois foi enviado para a Índia, saindo de Lisboa em 1541, no dia em que fazia 35 anos.

Durante dez anos, ensinou a religião cristã na Índia, em Malaca, nas Ilhas Molucas, na Indonésia e no Japão. Pretendia chegar ao Império da China, quando morreu, esgotado de tanto andar e pregar o Evangelho, em 1552, com 46 anos de idade.

Ao todo, andando a pé e de barco, fez nesses 11 anos de missionação, um percurso que equivale, em linha reta, duas vezes e meia a volta à terra.

O seu corpo contínuo incorrupto (sem nenhum tratamento), ao fim de mais de 450 anos, na Basílica do Bom Jesus, em Goa, onde a sua personalidade e santidade continuam a atrair peregrinos do mundo inteiro, mesmo sem serem cristãos.

A festa na paróquia de São Francisco Xavier terá a tradicional animação dos arraiais madeirenses.