D. Tolentino Mendonça apresentou a Agenda da Biblioteca Vaticana para 2019

Biblioteca Apostólica Vaticana | D.R.

“Dedicamos o ano de 2019 ao motivo condutor das línguas, alfabetos e escritas”, afirmou o Arquivista e Bibliotecário da Santa Igreja Romana.

No artigo publicado hoje no jornal oficial da Santa Sé, “L’Osservatore Romano”, D. José Tolentino Mendonça explica que cada semana da Agenda será acompanhada com a citação do início do Pai-nosso (“Pater noster, qui es in caelis, sanctificetur nomen tuum”) em 52 línguas.

“As numerosas teorias sobre o nascimento e sobre o papel da linguagem que foram formuladas ao longo dos séculos a partir dos filósofos gregos, para continuar com Santo Agostinho e com os pensadores medievais, até aos mais modernos G.B. Viço, J.G. Herder, F. de Saussure, L. Wittgenstein ou N. Chomski, apesar de muito diferentes entre eles têm em comum a consideração de que a linguagem é, de alguma maneira, conatural aos homens, a todos os homens”, escreveu D. Tolentino.