D. António Carrilho: “Confiamos a Maria o nosso seminário e toda a sua atividade”

O Bispo do Funchal presidiu ontem à Eucaristia no Seminário Diocesano do Funchal, assinalando o início do ano letivo e pastoral.

Na homilia recordou o centenário das aparições de Fátima e a sua ligação com o Seminário do Funchal: “Estamos no Seminário de Nossa Senhora de Fátima. Ainda ecoa dentro de nós tudo aquilo que foi sendo memória da mensagem de Nossa Senhora e ao mesmo tempo da consciência desta maternidade espiritual sentindo Maria muito próxima de nós, verdadeiramente como Mãe”.

“Confiamos a Maria, assim de coração, o nosso seminário e toda a sua atividade, não esquecendo também o pré-seminário e toda a ação que nas paróquias se possa fazer através da catequese e das famílias nesta educação que abre a Deus e aos valores da Sua Palavra na descoberta da vocação” – disse.

Bispo do Funchal com a equipa formadora e seminaristas

D. António Carrilho referiu também o significado da celebração no seminário, onde está subjacente “o amor ao sacerdócio” transmitido e comunicado aos homens. “A nossa presença torna-se assim uma presença viva da igreja: o bispo, os sacerdotes, os leigos – a cuidar daqueles que nos são confiados para uma missão particular dentro do âmbito do serviço no ministério sacerdotal”.

Estiveram presentes os seis seminaristas que integram o seminário do Funchal neste ano, e suas famílias. Também participaram dois seminaristas que vão frequentar o ano propedêutico no Seminário de S. José em Lisboa.

Participaram na celebração vários sacerdotes. Para além do Cón. Carlos Nunes (reitor) e do P. Vítor Sousa (prefeito), estiveram presentes o Cón. João Francisco Dias, Cón. João Pita de Andrade, Cón. Vitor Sousa, P. Adelino Costa, P. Carlos Almada, P. Fernando Gonçalves scj, P. Giselo Andrade, P. Ignácio Rodrigues, P. Manuel Ramos e o P. Marcos Gonçalves.