D. António Carrilho convida jovens do Curral das Freiras a rezar com o coração

“Não se esqueçam de rezar todos os dias – disse o Bispo do Funchal aos jovens crismados – noutros tempos insistia-se muito na oração de todos os dias, agora parece que as pessoas estão muito ocupadas. Ao menos á noite antes de deitar que haja um momento de oração”.

Para além das orações habituais, Pai Nosso, Avé Maria, Glória e Salvé Rainha, D. António convidou a rezar com o coração: “Há um coração que fala da vida que vai vivendo. O coração que está em cada um possa falar nesta intimidade de Deus”.

O Bispo do Funchal presidiu na manhã deste domingo à celebração do sacramento da Confirmação na Igreja Paroquial do Curral das Freiras a um grupo de 29 jovens.

Durante a celebração D. António Carrilho deixou um apelo à participação da Eucaristia Dominical para que não seja “quando der jeito”. “Entre sempre nos vossos planos a Missa de Domingo. O domingo é a Páscoa de cada semana. Que não seja assim: “quando der jeito eu vou”! É preciso fazer por ir e participar” – disse.

Dirigindo-se aos jovens, D. António, manifestou o seu apreço pelo percurso de fé de cada um deles e reconheceu o empenho dos sacerdotes e catequistas que os acompanharam ao longo dos dez anos de catequese, não só pelo que ensinaram mas pela “relação de proximidade” e partilha de fé que “ajuda a descobrir e a encontrar Jesus”.

No final da cerimónia, o bispo convidou toda a assembleia a rezar pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias, lembrando o pré-seminário e o seminário e deixou o apelo: “Rapazes e raparigas, porque não ser padre e porque não ser religiosa!”.

A cada crismado, D. António ofereceu em nome da diocese o livro dos “Evangelhos e Actos dos Apóstolos”.