Carvalhal e Canhas: D. Nuno Crismou 57 jovens a quem instou a que se deixem encontrar por Cristo

Foto: Duarte Gomes

No fim-de-semana de 21 e 22 de janeiro o bispo do Funchal esteve nas paróquias do Carvalhal e dos Canhas, onde confirmou na fé 19 e 37 crismandos, respetivamente.

Na Eucaristia no Carvalhal, onde o Jornal da Madeira esteve presente, D. Nuno Brás falou de três pontos que considerou fundamentais para aqueles que iam ser crismados.

Depois de reler parte do Evangelho, D. Nuno explicou que o primeiro ponto tinha a ver com o facto de Jesus ter dito a Pedro e a André para deixarem as redes e para o seguirem, o que eles fizeram de imediato.

A questão é o que Jesus tem que os fez agir com tanta prontidão. A propósito, o prelado vincou que “é este encontro irresistível entre Deus e o ser humano que marca e muda a vida destes homens completamente”.

É esta atitude que nos é pedida ainda hoje. De resto, continuou D. Nuno, “quem ainda não fez este encontro não é verdadeiramente cristão”.

Quanto ao segundo ponto, onde é que Jesus se pode encontrar, o bispo diocesano, esclareceu que esse encontro se pode dar em qualquer lugar, na escola, no lugar onde se pratica desporto, em casa ou no trabalho. Isto é “onde tu estiveres disponível para que Jesus venha ao teu encontro.

Finalmente o terceiro ponto: «Pedro deixou as redes». E as redes prendem, são amarras, algo que temos de deixar porque nos impede de sermos verdadeiramente cristãos, como Pedro, como André e tantos outros.

Coube ao Pe. Humberto Mendonça apresentar, em momento próprio o grupo, bem como agradecer a presença de D. Nuno Bás a sua presença, bem como a todos aqueles que prepararam os crismandos para este dia, a quem preparou a igreja, ao coro e a todos os que, de uma forma ou de outra, deram o seu contributo para que a cerimónia decorresse com toda a dignidade e especialmente para que Deus fosse louvado.

Já D. Nuno Brás, que tinha agradecido no início da celebração aos catequistas, pais e padrinhos e ao Pe. João Humberto, aproveitou para convidar os casais da paróquia para participarem no Dia da Família, que vai ter lugar a 5 de fevereiro no Porto da Cruz.

Outro convite foi para os jovens e a sua participação nas Jornadas Mundiais da Juventude onde, disse, “tem acontecido com muitos jovens o encontro com Jesus de que eu falava na homilia”.