Arciprestes tomaram posse

Foto: Luísa Gonçalves

Tomaram posse na manhã desta sexta-feira, dia 20 de janeiro, na Cúria Diocesana, os novos arciprestes para o triénio 2023-2026.

De acordo com o Decreto 12 de janeiro de 2023, assinado pelo bispo do Funchal, passam a exercer este cargo os seguintes nomeados:

Arciprestado da Calheta – Padre Paulo Jorge Catanho Silva 

Arciprestado de Câmara de Lobos – Padre Pedro Filipe de Góis Nóbrega 

Arciprestado do Funchal – Padre António Héctor de Araújo Figueira 

Arciprestado da Ribeira Brava-Ponta do Sol – Padre Johnny Sé Aguiar 

Arciprestado de Santa Cruz-Machico – Cónego Vítor dos Reis Franco Gomes 

Arciprestado de Santana – Padre João Carlos Homem de Gouveia 

Arciprestado de São Vicente-Porto Moniz – Padre Duarte Filipe Andrade Gomes 

Depois de assumido o compromisso e das formalidades requeridas, D. Nuno Brás agradeceu a disponibilidade de todos para assumir o cargo para o qual foram nomeados.

Recorde-se que a Diocese do Funchal é constituída por 96 paróquias divididas em sete zonas pastorais, designadas Arciprestados. Cada um dos sete Arciprestados tem um sacerdote responsável, que coordena as reuniões mensais entre os sacerdotes do Arciprestado, em vista à formação e atualização permanente do clero, oração em comum, encontro e convívio, partilha das informações e atividades da Diocese do Funchal e pastoral das paróquias.

Os arciprestes agora empossados passam a estar sujeitos a todos os direitos e prerrogativas, mas também às obrigações inerentes ao cargo, nos termos no cânone 555 do Código de Direito Canónico.