D. Nuno Brás: Os sacerdotes são “presença da graça de Deus”

Foto: Jornal da Madeira

O bispo do Funchal presidiu na sexta-feira passada, à Eucaristia de encerramento do retiro do clero que se realizou na casa de retiros do Terreiro da Luta entre os dias 6 a 10 de setembro e que contou com 13 participantes. 

Na homilia, D. Nuno Brás recordou aos sacerdotes que “aquilo que o cristianismo tem para dar ao mundo é Cristo”.  

“Nós não somos funcionário do sagrado. Nós somos presença da graça de Deus. O ministério do padre é o ministério da graça de Deus. Quer dizer, é o ministério que mostra, que clama diariamente que o ser humano não é capaz de se salvar a si próprio”, disse o bispo do Funchal. 

O retiro foi orientado pelo padre jesuíta Nuno Tovar de Lemos que em declarações ao Jornal da Madeira referiu que apresentou uma série de textos do evangelho “onde vemos Jesus a atuar e tentamos aprender com Jesus a maneira de sermos padres”. 

“Não é um retiro propriamente de conferências. É um retiro onde eu lanço alguns temas e depois dou sugestões para a oração individual”, disse. 

Foto: Jornal da Madeira