Campo de Trabalho na Paróquia de Cristo Rei

D.R.

O grupo de Campo de Trabalho disponibilizou-se a viver uma semana de agosto, tempo das suas férias, de forma extraordinária, em tempo de pandemia. Viveu, aprofundou e testemunhou a fé, como grupo e com a comunidade paroquial de Cristo Rei, na Ponta do Sol.

O testemunho dos participantes:

Carlota Temtem

Esta experiência de Campo de Trabalho, para mim, começou há sensivelmente sete anos, a convite de alguns elementos do grupo. O Campo de Trabalho é uma experiência de fé, de amor e de entrega ao próximo. Em grupo, conseguimos viver como verdadeiros FOSPES (Família, Oração, Serviço, Partilha e Espírito Santo) e com a comunidade paroquial conseguimos partilhar a fé que nos dá vida. Vivemos como uma verdadeira equipa de Jesus Cristo enviada em missão de serviço, partilha, oração e comunhão. 

No decorrer desta experiência e durante o ano, procuramos dar testemunho de Jesus Cristo, através das nossas vivências no amor, na simplicidade e na alegria. 

O Campo de Trabalho é uma experiência que envolve muita entrega e momentos de alguma agitação na preparação de atividades com os jovens, as crianças e toda a comunidade paroquial. Este ano, devido à Pandemia, não houve estas atividades com a comunidade, mas houve algumas atividades só com o grupo. Foi um momento de partilha, de união e de confraternização com os amigos que, durante o ano, não conseguimos encontrar. Foram seguidas as normas estabelecidas devido à Covid-19. 

Através dos amigos e da família Campo de Trabalho conseguimos viver esta experiência de encontro com Deus, através das nossas orações preparadas diariamente, mas, também, na alegria de sermos cristãos e partilharmos essa mesma alegria. 

 

Gerardo Freitas

O Campo de Trabalho é um caminho/proposta de santificação pessoal e de pertença eclesial assumida, vivida, celebrada e testemunhada. Em grupo, experienciamos os frutos  da vivência comunitária das primeiras comunidades cristãs, na assiduidade à Eucaristia (em grupo e com a comunidade paroquial que tão bem nos acolhe), na partilha fraterna dos dons que cada um tem e põe a render, na leitura e meditação dos documentos do Magistério da Igreja (este ano escolhemos a Carta Encíclica do Papa Francisco sobre a fraternidade e amizade social – Fratelli Tutti) e na oração. Para nós é sempre um gosto e privilégio enormes termos connosco um Presbítero – Padre Álvaro Lago, salesiano – que também é Campista e sempre disponível para o que for preciso. Muito agradecemos também o caloroso acolhimento e generosidade do Padre Manuel Ornelas, Administrador Paroquial da Paróquia de Cristo Rei (Nossa Senhora do Monte). Abriu-nos as portas da respectiva casa paroquial, assim como as da sua despensa/frigorífico e congelador, a que se juntaram os produtos da terra e sobremesas amavelmente oferecidas pela comunidade local. A todos a nossa profunda e sentida gratidão!

Sentir bem fundo a presença de Deus através de tantos nossos irmãos e irmãs na fé! Sentirmo-nos incondicionalmente amados e queridos pelo nosso Senhor Jesus Cristo, que por nós se entregou para nos conduzir ao Pai, no alento do Espírito Santo! Compreender que n”Ele encontramos realmente o sentido para todas as dimensões da nossa vida e que é ótimo caminharmos juntos e celebrarmos juntos a nossa fé. Demos graças a Deus por esta oportunidade de senti-Lo bem presente e atuante nas nossas vidas!

 

Pe Álvaro Lago

Para mim o CT é uma oportunidade única de fortalecer o meu sacerdócio e de viver o serviço como sentido de vida. 

A experiência de Deus que vivi encontrei-a na expressão amorosa que cada membro do grupo colocou nestes dias e no encontro com a comunidade local com quem rezamos diariamente.

 

Luciana Gonçalves

É um grupo de pessoas que dedicam algum do seu tempo para estar com os outros. Testemunhamos exemplos e manifestações de fé que nos fazem pensar, rever a nossa vida e as nossas escolhas. Também é um tempo de partilha, onde podemos oferecer o melhor que temos e sabemos, receber mais do que esperávamos e crescer juntos.

A melhor experiência de Deus está na vivência com os outros e nos momentos de oração que partilhamos.

 

Catarina Nunes

Para mim o Campo de Trabalho representa um encontro com Deus, uma oportunidade para nos lembrarmos que Ele está no meio de nós e que nos ama incondicionalmente, sem julgar, sem pôr em causa! Este tipo de experiência ajuda a crescer na fé, mas também ajuda a perceber o outro, a amar o outro, a respeitar o outro, e por vezes nem sempre é fácil. Nem sempre é fácil abdicarmos da nossa vida pessoal para dedicarmos uns dias das nossas férias para estarmos numa comunidade onde provavelmente não conhecemos ninguém. Ao início, confesso, que é um pouco assustador, porque nunca sabemos ao certo como é que vamos ser recebidos, se nos vamos ou não adaptar, mas a verdade é que no fim de tudo o que nós retemos desta experiência é muito mais do que aquilo que inicialmente nos propusemos a dar! O campo de Trabalho é dar vida ao outro, é partilhar valores, é experienciar o amor de Deus.

 

Helena Pereira

O Campo de Trabalho é uma experiência que me permite viver a autêntica vida cristã através da oração, da comunhão com os irmãos e do serviço à comunidade.

Apesar de um ano sem encontro presencial, senti muita alegria no encontro e reencontro  dos amigos que comigo fazem este percurso de fé. Nesta semana, aprofundei a minha relação com Deus e com os outros.

 

Maria José Moreira

O Campo de Trabalho é um tempo privilegiado para saborear o essencial da vida: estar tão perto do outro para contemplar o amor infinito de Deus. É deixar-se questionar pelo sentido da vida e reaprender que é possível viver de forma mais solidária e mais fraterna. É um tempo de partilha de vida, despojamento e gratuidade. É um tempo de sentir e viver um pouco de céu na terra.

 

Joana Freitas

Campo de Trabalho para mim é dar e não esperar receber nada em troca, é o significado mais simples de vida partilhada, é encontrar no outro um sentido de vida, quer em grupo quer em comunidade, é, por fim, ser presença na vida do outro.

A experiência de Deus que vivi neste Campo foi dar graças pela presença do grupo da minha vida pelo companheirismo, pela presença sentida, pelo amor partilhado e pela união entre todos. Foi um campo para fortalecer os laços que estavam por dar deste o início da pandemia que tanto alimentam o meu espírito de fé.

Susana Teles

O campo de trabalho é uma oportunidade de crescimento pessoal da fé e do serviço aos outros.

Este campo foi um tempo especial de encontro com Deus, através da oração, reflexão e celebração comunitárias.

 

Nélio Teles

O Campo de Trabalho para mim é a oportunidade que tenho para centrar-me no que é essencial. A vida partilhada com os membros de campo e com a comunidade faz potenciar o melhor de mim. Quando o objetivo parte sempre do serviço ao outro, tudo torna-se mais fácil, mais capaz, com mais sentido. O espetáculo desta vivência é perceber que o Campo de Trabalho é o tempo que tenho para ser ainda mas feliz.

A experiência com Deus  é algo que nos toca sempre e intensifica-se mais ainda no Campo de Trabalho pela forma como páro, reflito, defino e projeto o sonho sonhado por Deus para mim. A experiência de Deus é diária e é nas coisas mais simples que tudo se torna grandioso. O sentido do que se faz, faz-se vivendo cada momento como o primeiro, o único e o último. Tudo fica mais intenso pela força que nos é dada…. sempre…. olhos no céu!

 

NB Neste Campo de Trabalho, os participantes foram testados à COVID 19. Em todos os  espaços, a máscara era obrigatória.