Pedras Vivas – Domingo de Páscoa

“A Páscoa de Jesus não terminou na manhã daquele primeiro domingo, de há quase dois mil anos, em que os discípulos O viram ressuscitado. A Páscoa de Jesus estende-se, alarga-se pelos séculos, para se fazer nossa Páscoa” escreveu D. Nuno Brás na mensagem para a Páscoa deste ano.

Na Missa crismal, o bispo do Funchal disse que o mundo precisa de quem lhe “abra janelas de Deus” e pediu aos sacerdotes da Diocese do Funchal “empenho renovado de serviço à humanidade contemporânea”, marcada pela pandemia.

Na tarde de Quinta-feira Santa, D. Nuno deixou uma interpelação na Missa da Ceia do Senhor: “Cada um de nós que aqui se encontra, e toda a nossa Diocese, não pode deixar de continuar a interrogar-se: de que modo concreto podemos (devemos) lavar os pés uns aos outros?”.

Pedras Vivas 04 de abril de 2021 (A4)

Pedras Vivas 04 de abril de 2021 (A3)