Roma: Pe. Estêvão Fernandes tomou posse como vice-reitor do Pontifício Colégio Português 

Foto: Pontifício Colégio Português

O padre Estêvão Fernandes tomou posse formalmente, no passado domingo, dia 10 de janeiro, como vice-reitor do Pontifício Colégio Português de Roma.

A tomada de posse realizou-se durante a Eucaristia deste domingo, 10 de janeiro, que foi presidida por D. José Ornelas, presidente da CEP, e foi concelebrada por D. Virgílio Antunes, vice-presidente, pelo padre Manuel Barbosa, secretário e porta-voz, e vários sacerdotes que fazem parte da comunidade do colégio.

No final da celebração, foi lida a ata de tomada de posse do sacerdote madeirense, que sucede nestas funções ao Pe. Jorge Ferreira, da Diocese de Angra, entretanto regressado à sua Diocese para assumir novas funções.

O padre António Estêvão Fernandes, da Diocese do Funchal, foi nomeado vice-reitor do Pontifício Colégio Português, em Roma (Itália), a 17 de junho de 2020, pela Conferência Episcopal Portuguesa e assumiu funções no dia 1 de setembro, mas, este domingo, “procedeu-se à tomada de posse formal diante da presidência” da CEP.

O vice-reitor do Pontifício Colégio Português nasceu a 22 de março de 1983, em Campanário, concelho de Ribeira Brava (Ilha da Madeira), frequentou o Seminário Diocesano do Funchal e o Seminário Maior do Patriarcado de Lisboa e recebeu a ordenação sacerdotal a 26 de julho de 2008; Em 2017 passou a fazer parte da comunidade do colégio em Roma como aluno na Faculdade de História e de Bens culturais da Igreja da Pontifícia Universidade Gregoriana.

O Pontifício Colégio Português, em Roma, foi criado pela Carta apostólica ‘Rei catholicae apud lusitanos’, do Papa Leão XIII, para alojar os padres enviados para Roma pelos seus bispos ou superiores, com o objetivo de aprofundarem os estudos nas várias áreas do saber humano e teológico.

Foto: Pontifício Colégio Português