Museu de Arte Sacra assinala Dia dos Bens Culturais da Igreja com exposição “Celebração e Corpo”

A escultora Carmen durante a montagem do seu projeto no Museu | Foto: MASF

Para assinalar o Dia Nacional dos Bens Culturais da Igreja, o Museu de Arte Sacra do Funchal (MASF), vai abrir no dia 18 de outubro a exposição “Celebração e Corpo” da escultora Carmen.

O museu considera esta exposição “como proposta visual para repensar, hoje, a relações humanas com o meio ambiente”. A narrativa apresentada “retoma a ligação do feminino com as forças da natureza e tece diálogos com as obras, o espaço e a identidade do Museu de Arte Sacra do Funchal”, descreve o texto de apresentação da exposição.

Sobre a escultora, diz o Museu de Arte Sacra: “Carmen (Funchal,1950) é uma das vozes mais expressivas no panorama artístico madeirense a explorar as complexas relações entre o ser humano, a natureza e a cultura. Regista uma produção plástica diversa, com raízes na escultura, na instalação e na performance, que se move entre os campos da estética, da ética e do espiritual”.

Para a celebração do Dia dos Bens Culturais da Igreja deste ano o MASF inspirou-se na Encíclica “Laudato Si”, publicada pelo Papa Francisco em 2015, sobre o cuidado da Casa Comum. Uma encíclica que começa com a referência ao Cântico das Criaturas de São Francisco de Assis, “um longo poema que glorifica as criações do Altíssimo – o Sol, a Lua, o Vento, a Água, o Fogo, a Terra e a Morte Corporal”.

“A encíclica vem recordar como tudo está interligado e clama pela urgência da construção de uma ecologia integral – ambiental, económica e social – (LS, nº 138), que reponha a harmonia e escute a mensagem de todos os seres da Terra, um planeta em gritante exaustão”, afirma a nota de apresentação.

A exposição pode ser visitada até ao dia 31 de janeiro de 2021.