D. Nuno Brás reconhece trabalho da “Ajuda a Igreja que Sofre”

D.R.

O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, partilhou palavras de gratidão e reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pela Fundação Ajuda a Igreja que Sofre que ontem, dia 13 de outubro, celebrou 25 anos de presença em Portugal.

Para D. Nuno, a Fundação AIS representa, hoje em dia, “um apoio organizado e sério a tantas comunidades cristãs” que “sofrem necessidades” em tantos lugares do mundo, lutando, ao mesmo tempo, “pela liberdade religiosa”.

Por tudo isso, conclui o bispo do Funchal, “só podemos estar gratos pelo trabalho” da Ajuda à Igreja que Sofre nestes vinte e cinco anos de presença em Portugal.