Papa saudou crianças do Centro para o Autismo: como as flores, cada um de nós é belo aos olhos de Deus

Foto: Vatican Media

“Sejam bem-vindos aqui no Vaticano. Estou feliz em ver o vosso rosto e leio nos vossos olhos que também estão felizes em estar um pouco comigo”, disse o Papa Francisco, nesta segunda-feira, 21 de setembro, ao receber, no Vaticano, um grupo de crianças, pais e colaboradores provenientes do Centro para o Autismo “Brilho de Sol”, da Áustria.

Na saudação às crianças o Papa procurou descrever o nome da estrutura:

“Posso imaginar porque os responsáveis escolheram esse nome. Porque a vossa casa parece um magnífico prado florido sob o brilho do sol, e as flores desta casa são exatamente vocês! Deus criou o mundo com uma grande variedade de flores, de todas as cores. Cada flor tem sua beleza, que é única. Cada um de nós também é belo aos olhos de Deus, e Ele nos ama. Isso nos faz sentir a necessidade de dizer a Deus: obrigado! Obrigado pelo dom da vida, obrigado por todas as criaturas! Obrigado pela mamã e papá! Obrigado pelas nossas famílias! E obrigado também por nossos amigos do Centro ‘Sonnenschein’!”

Dizer “obrigado” a Deus, partilhou o Papa às crianças, é uma bonita oração, porque Ele gosta dessa forma de rezar. Francisco, depois sugeriu fazer uma pequena pergunta a Deus:

“Por exemplo: Bom Jesus, poderias ajudar a mamã e o papá nos seus trabalhos? Poderias dar um pouco de conforto à avó que está doente? Poderias providenciar às crianças de todo o mundo que não têm o que comer? Ou ainda: Jesus, por favor, ajuda o Papa a conduzir bem a Igreja. Se vocês pedirem com fé, o Senhor certamente vos escuta.”

O Papa Francisco, despediu-se do grupo de crianças e adolescentes autistas da Áustria, com as bênçãos de Jesus e a proteção de Nossa Senhora: “Obrigado por essa bela iniciativa e pelo compromisso em benefício dos pequenos que lhes foram confiados. Tudo o que fizeram a um só destes pequenos, fizeram a Jesus!”