Pastoral da Cultura: Igreja renova aposta “no cinema português” no festival “IndieLisboa”

Nova edição do festival de cinema decorre de 25 de agosto a 5 de setembro

Foto: IndieLisboa

A Igreja Católica em Portugal, através do seu Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, “aposta” há dez anos no cinema português, com a participação no festival ‘IndieLisboa’ cuja edição 2020 começa esta terça-feira, até 5 de setembro.

“Tem ido ao encontro da Sétima Arte e dos seus protagonistas para descobrir linguagens e enunciações reveladoras de arte e pensamento, que têm expressado sempre pontos de contacto com a espiritualidade cristã”, explica o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

Uma participação no festival internacional de cinema independente ‘IndieLisboa’ “ainda antes” de o Papa Francisco “ter estreado a expressão «Igreja em saída»”, assinala o secretariado da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais dos bispos portugueses.

No seu sítio online, o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura explica que atribui o Prémio ‘Árvore da Vida’ a um dos filmes selecionados pela organização para a secção Competição Nacional, tendo como critério “os seus valores espirituais e humanistas, a par das qualidades cinematográficas”.

O júri da distinção atribuída pela Igreja Católica em Portugal vai ser constituído por Inês Gil, cineasta e professora de Cinema na Universidade Lusófona, Helena Valentim, docente do Departamento de Linguística da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, o padre António Pedro Monteiro, secretário provincial dos Dehonianos e capelão hospitalar.

O Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura destaca que o Prémio ‘Árvore da Vida’, que tem um valor de dois mil euros, é atribuído no “mais importante festival de cinema independente em Portugal” há 10 anos, desde 2010.

A 17.ª edição do ‘IndieLisboa’, adiada de abril e maio por causa da pandemia do coronavírus Covid-19, começa esta terça-feira, 25 de agosto, até 5 de setembro, nos cinemas São Jorge e Ideal, na Culturgest, na Cinemateca Portuguesa e, este ano, no terraço do Capitólio, com sessões de cinema ao ar livre, e inclui a seção dedicada aos mais novos, o ‘IndieJúnior’.

CB