Quinta Pedagógica dos Prazeres volta a ter horário normal

Foto: Silvio Mendes

Depois de muito tempo com horário reduzido a Quinta Pedagógica dos Prazeres passa a estar aberta, a partir do dia 10 de agosto, todos os dias da semana: segunda-feira a sexta-feira das 9 horas às 20 horas e nos fins-de-semana e feriados das 9 horas às 21horas.

Além da casa de chá, com esplanada ao ar livre, o público pode usufruir de espaços como os jardins, o mino-zoo e a mostra de espantalhos, bem como saborear os produtos de confeção artesanal e natural produzidos pela Quinta.

Ao fim de semana e feriados pode ser usufruida a «Casa da Sidra» e será possível visitar a Galeria dos Prazeres, que agora apresenta com uma exposição de fotografias antigas.

A Quinta Pedagógica dos Prazeres, fundada em 1 de outubro de 2000, é um projeto de educação, evolução sociocultural e desenvolvimento do meio rural, de estímulo à economia local e combate à desertificação. Um espaço educativo de defesa da Natureza, das tradições e da cultura, com reconhecido interesse público.

É orientada pela paróquia dos Prazeres, cujo pároco, Pe Rui Sousa, tem dinamizado com entusiasmo este projeto que procura preservar plantas regionais e receitas tradicionais, utilizando a fruta, as ervas aromáticas para transformar em produtos como a sidra, vinagres de sidra, licores, compotas, desidratados, conservas, farinha integral, ervas aromáticas ou infusões, cuja qualidade é amplamente reconhecida pelos consumidores e por entidades nacionais e internacionais. Produtos de confeção artesanal e natural, baseados na tradição e identidade locais, mas com carácter inovador.

Aquela quinta tem animais, pomares, jardins de ervas aromáticas, um pequeno jardim botânico, um herbário e um núcleo museológico, estes com espólio do naturalista Pe. Manuel de Nóbrega, e uma galeria de arte (Galeria dos Prazeres).