Encontro de seminaristas: D. Nuno presidiu a Eucaristia em memória de S. João Maria Vianney

Foto: Paróquia de Machico

Ontem, dia 4 de agosto, a Igreja assinalou o Dia de S. João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes. Neste dia o bispo do Funchal esteve de visita à Paróquia de Machico, onde presidiu pelas 18:30 horas a uma Eucaristia em memória do Cura D’Ars, como ficou conhecido.

Nesta celebração estiveram presentes os seminaristas do Seminário Diocesano do Funchal e a respetiva equipa formadora. 

Uma oportunidade de rezar por aqueles que seguem o seu caminho em ordem à ordenação sacerdotal, mas também de pedir ao Senhor que continue a chamar jovens para as vocações de consagração.

Recorde-se que S. João Maria Vianney nasceu perto da cidade de Lião, em França, a 8 de maio de 1786. Cedo descobriu a sua vocação para o sacerdócio. Mas foi excluído do seminário pela sua dificuldade nos estudos. Foi, então, ajudado pelo pároco de Écully e, com quase trinta anos, foi ordenado sacerdote em Grenoble. 

Em 1819, foi nomeado pároco de Ars. Permaneceu quarenta e dois anos a paroquiar a pequena aldeia, que transformou, graças à sua bondade, à pregação da palavra de Deus, a sua mortificação e à sua caridade. 

A sua fama espalhou-se de tal forma que gente de toda a parte o procurava para se confessar e ouvir os seus conselhos. Faleceu a 4 de agosto de 1859. Foi canonizado por Pio XI, em 1925, que também o declarou padroeiro de todos os sacerdotes.