Encontro da Família Vicentina da Madeira foi cancelado

Foto: Silvio Mendes

Neste ano não haverá o encontro da Família Vicentina da Madeira, (encontro com todos os ramos da família vicentina), por ocasião da festa da Solenidade de São Vicente de Paulo, que se celebraria no dia 27 de setembro na capela do Hospício D. Maria Amélia no Funchal.
O motivo é a restrição imposta pela pandemia que tem feito suspender diversas atividades.

A Família Vicentina é o conjunto de congregações, organismos, movimentos, associações, grupos e pessoas que, de forma directa ou indirecta, prolongam no tempo o carisma vicentino, sejam eles fundados directamente por São Vicente de Paulo ou encontrem nele a fonte da sua inspiração e dedicação ao serviço dos pobres. Padres Vicentinos (Congregação da Missão), Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, Conferências de São Vicente de Paulo, Associação das Filhas da Caridade e Juventude Mariana Vicentina fazem parte da vida da Igreja em Portugal.

Para além da Congregação dos Padres Vicentinos, que tem meia centena de religiosos em Portugal, destaca-se no nosso país o trabalho da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) fundada em Paris, em 1833, pelo advogado francês Frederico Ozanam, sob a invocação do Patrono da Caridade, São Vicente de Paulo. A SSVP é uma organização católica de leigos que privilegia a visita domiciliária acompanhando dezenas de milhares de pessoas em situação de doença, marginalidade, com carências económicas ou vítimas de solidão, nomeadamente, crianças com problemas, toxicodependentes e suas famílias, prostitutas, reclusos e suas famílias, desempregados, idosos e membros de minorias étnicas.

E também dirige e mantém lares e centros de dia, infantários e colónias de férias.
A SSVP desenvolve vários projetos, de que se destacam, entre muitos outros, a Casa Ozanam em Santa Maria da Feira, o Lar de Idosos de Estremoz, a Casa Pedro Frassati em Lisboa para receber tetra e paraplégicos e o Projeto Irmão, uma acção missionária de trabalho vicentino.

Aquela Sociedade em Portugal tem cerca de 12.000 membros distribuídos por 1000 Conferências. Estas Conferências encontram-se associadas por 22 Conselhos Centrais. Em cada uma das dioceses de Portugal Continental, Madeira e Açores está implantado um Conselho Central.

Na Madeira e Porto Santo existem 39 Conferências de São Vicente de Paulo que realizam importante ação na ajuda aos carenciados.