Secretariado da Liturgia lança livro sobre acompanhamento pastoral dos doentes

A publicação "Acompanhamento pastoral na fragilidade" apresenta «reflexões e sugestões práticas»

Capa

“O acompanhamento espiritual e a pastoral dos doentes são um ato da Igreja samaritana e artesã de misericórdia. A Liturgia celebra o mistério de Cristo, como o Bom samaritano da humanidade”, explica D. José Cordeiro, presidente da Comissão Episcopal de Liturgia e Espiritualidade, na apresentação da nova publicação.

O responsável católico destaca que a oração da bênção do azeite das pessoas doentes “mostra bem a importância do acompanhamento sacramental”.

O bispo de Bragança-Miranda lembra que o santo português Bartolomeu dos Mártires “ousava mesmo dizer: «Há feridas, cuja cura se não consegue lancetando-as, mas curam-se untando-as com bálsamo de azeite»”.

Deus Pai, na sua misericórdia, envia o Filho confiando-lhe a missão de médico” das fraquezas e enfermidades das pessoas e, no seu nome, e pela sua intercessão envia “o Espírito Santo no azeite que é um elemento com valor real e simbólico, dotado de propriedades santificantes e curativas”.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o padre Fernando Sampaio, coordenador nacional das capelanias hospitalares, sublinha que há “uma grande dispersão de subsídios por diversos livros” onde “esbarra” o capelão, o(a) assistente espiritual leigo(a) ou o(a) visitador(a) “na realidade do múnus pastoral” nos hospitais e outras instituições de cuidado, “bem como na comunidade”.

“A consequência é o desconhecimento, por um lado, e a redução ao que é possível, por outro, empobrecendo o acompanhamento e prejudicando o bem espiritual dos próprios doentes e das pessoas que lhes são significativas”, acrescenta capelão hospitalar, salientando que no manual ‘Acompanhamento pastoral na fragilidade’ se compilaram os subsídios existentes, com “algumas reflexões e sugestões práticas”.

‘Acompanhamento pastoral na fragilidade’ é uma publicação orientada para os capelães hospitalares e outras unidades de saúde para o acompanhamento espiritual que fazem aos doentes e outras pessoas em situação de particular fragilidade, que contou com a “cuidada revisão” do padre Pedro Ferreira, diretor do SNL.

O novo subsídio para o acompanhamento espiritual de doentes e outras pessoas em situação de particular fragilidade, com 288 páginas, publicado este mês, está disponível no sítio online do Secretariado Nacional da Liturgia, da Igreja Católica em Portugal.

CB/OC