Cinquenta anos de sacerdócio do Padre Manuel Chícharo, scj

D.R.

No dia 27 de junho o Padre Manuel Chícharo, da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) celebrou o 50.° aniversário da ordenação presbiteral

Como referem na sua página no facebook «para todos os Dehonianos, bem como para toda a Família Dehoniana, a celebração de um jubileu é sempre uma oportunidade de manifestarmos a nossa gratidão ao “Deus que nos visita como o sol nascente”. Renovamos a nossa alegria pelo dom generoso do P. Manuel Chícharo à Congregação, à Igreja e ao mundo.

Tendo entrado aos 11 anos para o Colégio Missionário Sagrado Coração, no Funchal, ilha da Madeira, de onde é natural, foi em 1962 que se tornou Dehoniano pela profissão dos conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência, conforme as nossas Constituições.

Fez parte de um bom número de Dehonianos Portugueses que fez a sua formação filosófica e teológica em Itália, dado que Portugal fazia parte da Província dos Dehonianos da Itália do Norte. Foi em Monza que se formou, e em Bolonha que foi ordenado padre a 27 de Junho de 1970, pelas mãos do Cardeal Poma, Arcebispo de Bolonha.

No convite para a celebração de ordenação lia-se: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu para anunciar a Boa Nova aos pobres”. Nestas palavras do profeta Isaías, que Jesus tomou para si como itinerário, vemos uma verdadeira inspiração para o percurso do P. Manuel connosco.

Desde os seminários menores onde foi prefeito, diretor espiritual, promotor vocacional, formador, à paróquia de Carnaxide onde esteve 10 anos (1983-1993), ao Colégio Infante D. Henrique, no Funchal, onde foi superior, administrador e ecónomo, bem como nos dois mandatos como Ecónomo Provincial (2001-2007), quer nos seis anos de pároco no barlavento Algarvio (2007-2013), aos já sete anos na Comunidade da Igreja de Nossa Senhora do Loreto, em Lisboa, todos conhecemos o “Padre Manelinho” pela sua serenidade, pelo seu sorriso, pela sua bondade e paciência, pela sua boa disposição e generosidade».
Para assinalar estas bodas de ouro foi celebrada a Eucaristia de ação de graças, no dia 27 de junho, na igreja do Loreto, ao Chiado, em Lisboa.