Iniciativa de oração “Do Convento Rezo por Ti” reúne religiosas de clausura em Portugal

D.R.

“Confiamos no poder da oração não para que tudo corra como nós queremos mas para que Deus se possa manifestar no meio dos acontecimentos difíceis e dolorosos que estamos a viver”, afirma uma religiosa num vídeo disponível nas redes sociais.

A iniciativa “Do Convento Rezo por Ti”, que começou ter presente nas orações do ambiente de Vida Contemplativa os profissionais de saúde que estão na linha da frente a cuidar dos doentes foi alargada a todos os que ajudam a contrariar a crise sanitária e também a económica e social, nomeadamente os empresários e gestores.

A Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) refere que os líderes de empresas e organizações que “estão na linha da frente do combate à crise económica e social” podem receber “a graça da oração diária e individualizada” por uma irmã de clausura, “a graça da força da oração que sustenta o trabalho de cada um”.

Na página ‘Do convento rezo por ti’, na rede social Facebook, quem desejar pode contactar os conventos, através de um formulário, e “uma irmã concreta rezará por cada um, por todas as preocupações que traz no coração, neste tempo de prova”, explica outra religiosa.

“Fazemos um novo convite a todos os que estão na frente desta luta e se esforçam por minimizar as consequências, tanto ao nível da saúde, como económicas e sociais, provocadas pelo Covid-19”, acrescenta.

Esta é uma segunda fase da campanha de oração ‘Do Convento rezo por ti’ que foi lançada pelas irmãs Concepcionistas de Campo Maior, da Ordem da Imaculada Conceição, para os profissionais de saúde que estavam na linha da frente do combate à pandemia do novo coronavírus Covid-19

CB/PR