Duas celebrações litúrgicas na Ponta do Pargo

Foto: Silvio Mendes

Foi em meados do século XVI que se constituiu a paróquia da Ponta do Pargo, não sendo conhecido a data exata mas que se supõe ter sido em ano anterior a 1560 tendo sido formada em terrenos antes pertencentes à freguesia da Fajã da Ovelha.

A sede da paróquia ficou estabelecida na pequena capela de São Pedro, que assim ficou como o padroeiro da Ponta do Pargo. Essa capela foi reedificada duas vezes em locais distintos, embora próximos.

Em 20 de julho de 1690 foi emitido um mandado do Conselho da Fazenda ordenando que se dê de arrematação a obra da nova igreja da Ponta do Pargo.

Ao longo dos tempos aquela paróquia acompanhou as mudanças que se foram verificando no Porto Moniz tendo se integrado no novo município aquando da sua criação em 1835, passou a fazer parte do município da Calheta em 1849, e foi de novo incorporada no do Porto Moniz quando este foi restabelecido em 1855.

Depois deixou de pertencer ao município do Porto Moniz para integrar definitivamente o da Calheta no ano de 1871.

Nestes anos a paróquia da Ponta do Pargo teve 34 párocos: o primeiro foi o Padre Pedro de Couto Cardoso em 1650 (ou antes) a 1665 e o atual é o Padre Roberto Aguiar, desde 15 de outubro de 2011.

É constituída por estes oito sítios: Cabo, Lombada Velha, Ribeira da Vaca, Serrado, Pedregal, Salão de Baixo, Salão de Cima, Corujeira.

A igreja da Ponta do Pargo está no sítio do Salão e é considerada um imóvel de interesse municipal segundo o decreto nº 129/77, DR, 1.ª série, n.º 226 de 29 de setembro de 1977.

É nesse templo que no domingo 28 de junho às 8 horas será celebrada a missa da festa do Santíssimo Sacramento. No sábado dia 27, às 19 horas principiará a missa da vigília desta solenidade. Será antecedida pela adoração ao Santíssimo Sacramento às 18 horas.

Na segunda feira, 29 de junho, dia litúrgico de São Pedro, a Eucaristia que assinalará a festa do padroeiro da Ponta do Pargo principiará pelas 19 horas.

No primeiro domingo de setembro na igreja da Ponta do Pargo será celebrada a festa de Santo António, mantendo-se assim uma antiga tradição.