Diocese lamenta falecimento do Pe. Padre Mário Tavares

Foto: Duarte Gomes

Faleceu esta manhã o Pe. Mário Tavares no Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde deu entrada durante a noite, devido a uma complicação do seu estado de saúde. Tinha 85 anos.

Mário Tavares foi pároco em Machico, Arco São Jorge e Jardim da Serra. Foi nesta última paróquia que mais o seu trabalho se destacou. Quando foi para a localidade, esta ainda não era paróquia. Foi prestar serviço na capela do Fôro.

Mário Tavares foi, de resto,  um dos grandes lutadores para a criação da paróquia de São Tiago, o que veio a acontecer. O pároco destacou-se, igualmente, na luta pela criação da Freguesia do Jardim da Serra e de um conjunto de equipamentos sociais para a localidade, desde o centro de saúde, à escola e à cooperativa de produção e consumo.

É também conhecido o seu ativo trabalho pelo fim do regime de colonia e pela formação básica das pessoas.

Mário Tavares foi professor de Português na escola do Estreito de Câmara de Lobos.

Antes de chegar ao Jardim da Serra, em 1969 e onde se manteve como pároco até 1992, Mário Tavares foi capelão do Exército, tendo prestado serviço na Guerra Colonial.

Em 1992 foi deputado na Assembleia Legislativa da Madeira até 1996.

Diocese lamenta falecimento

Através da sua Página oficial de facebook a Diocese do Funchal já veio lamentar este acontecimento, adiantando que “recebeu com tristeza a notícia do falecimento” e enviando as “condolências a toda a sua família”.

A diocese agradece ainda “o dom do seu ministério sacerdotal e todo o serviço realizado” e deseja que “O Senhor o receba na sua Glória”.

O Jornal da Madeira associa-se à família e amigos do Pe. Mário Tavares neste momento doloroso, endereçando a todos sentidas condolências.