Igrejas passam a poder acolher mais fiéis já a partir deste sábado

Foto: Duarte Gomes

A partir de amanhã, dia 6 de junho, as igrejas da Diocese do Funchal deixam de estar limitadas a um terço da sua capacidade, passando para 50 por cento da mesma.

Isso mesmo anunciou o presidente do Governo Regional, ontem, tendo o mesmo frisado que as demais normas sanitárias determinadas para os espaços de culto se mantêm.

Quer isto dizer que, apesar de haver mais locais disponíveis, os fiéis têm de continuar a usar máscara, que só pode ser retirada no momento da comunhão, a ter de desinfetar as mãos à entrada das igrejas e a deixar os espaços mal terminem as celebrações.

As igrejas devem também continuar a ser desinfetadas entre celebrações, mantendo-se igualmente as normas para a sua abertura quotidiana, com os fiéis a terem de respeitar os lugares preparados para a oração pessoal, os quais devem também continuar a ser objeto de desinfeção periódica.

Refira-se que este aumento do número de fiéis nas igrejas acontece praticamente um mês depois destas terem reaberto portas, já que as primeiras celebrações comunitárias aconteceram a 9 de maio.