Revista “Brotéria”oferece edição de março

A crise da democracia portuguesa é o tema central

Capa

Na edição mais recente propõe uma reflexão sobre “a crise da democracia portuguesa”, contando para isso com Eduardo Jorge Madureira que “explica o que são e como funcionam as Fake News” e com o contributo de João Cardoso Rosas que avança com uma “visita guiada às ideologias de cada um dos partidos com assento parlamentar”.

Maria Jesús Fernández mostra “que medos do futuro têm os escritores portugueses que se têm dedicado à literatura distópica”.

“Também atento às derivas democráticas, mas em Moçambique, foi Bahassane Adamodjy, magnífico escritor e observador social, cuja obra Manuel Ferreira SJ revisita em Milandos de um sonho”, acrescenta o comunicado.

A edição de março da publicação centenária, propriedade da Companhia de Jesus, apresenta ainda duas reflexões desenvolvidas por dois jesuítas: “Lourenço de Sousa Eiró SJ interroga-se sobre qual a Idade mínima para se tatuar e Hermínio Rico SJ pergunta-se se «Caminhar junto aos pobres»”.

A revista apresenta ainda outras propostas, nomeadamente um caderno cultural com críticas de cinema e outras análises a exposições.

A edição, disponível em pdf, pode ser consultada aqui.

LS