Bispo do Funchal nomeia novos Arciprestes

Foto: Duarte Gomes

A Diocese do Funchal é constituída por 96 paróquias divididas em sete zonas pastorais, designadas Arciprestados. Cada um dos sete Arciprestados tem um sacerdote responsável, que coordena as reuniões mensais entre os sacerdotes do Arciprestado, em vista à formação e atualização permanente do clero, oração em comum, encontro e convívio, partilha das informações e atividades da Diocese do Funchal e pastoral das paróquias. 

Por decreto datado de 3 de janeiro, o bispo do Funchal deu a conhecer, esta terça-feira, dia 7, os novos Arciprestes para o triénio 2020-2023.

Este é o conteúdo do referido decreto: 

Nomeação de novos Arciprestes – 2020-2023

07-01-2020

D. NUNO BRÁS DA SILVA MARTINS

Por mercê de Deus e da Santa Sé Apostólica

Bispo do Funchal

FAZEMOS SABER QUE, ouvidos os sacerdotes dos Arciprestados, nos termos do cânone 553§2 do Código de Direito Canónico,

HAVEMOS POR BEM

nomear Arciprestes, para um período de três anos, com todos os direitos, prerrogativas e obrigações inerentes ao cargo, nos termos no cânone 555 do Código de Direito Canónico, os Reverendos Presbíteros:

Arciprestado da Calheta – Pe. João Carlos Homem de Gouveia

Arciprestado de Cª de Lobos – Pe. Marcos Paulo Abreu Pinto

Arciprestado do Funchal – Pe. António Héctor de Araújo Figueira

Arciprestado de Machico e Santa Cruz – Cón. Rui Alberto Fernandes Pontes

Arciprestado da Ribeira Brava e Ponta do Sol – Pe. Johnny Sé Aguiar

Arciprestado de Santana – Pe. José Afonso de Nóbrega Rodrigues

Arciprestado de São Vicente e Porto Moniz – Pe. Élio de Freitas Gomes

A tomada de posse realizar-se-á no dia 10 de janeiro de 2020, no primeiro conselho de Arciprestes do triénio que agora se inicia.

† Nuno, Bispo do Funchal

Funchal, 3 de janeiro de 2020