Irmãs Vitorianas reuniram em Capítulo Provincial e elegeram novo Governo Provincial 

A irmã Ana de Freitas Marques da Silva passa a ser a Superiora Provincial

D.R.

“Olhar o futuro com a esperança” foi o lema que inspirou as Irmãs Vitorianas em missão na Madeira, Porto Santo e Angola, reunidas em Capítulo Provincial, que decorreu no Colégio de Santa Teresinha, Funchal, de 29 de julho a 05 de agosto.

O Capítulo Provincial, conforme refere uma nota que nos foi enviada, é um acontecimento que se realiza de 4 em 4 anos e que constitui um momento importante na vida e missão das Irmãs da Província. “Tem por objetivo encontrar-se para, em comunhão fraterna, avaliar o quadriénio transato e estabelecer, à luz do Evangelho e do Carisma da Congregação, as orientações e as linhas de ação para o quadriénio seguinte.”

Participaram neste X Capítulo Provincial 25 Irmãs delegadas, incluindo a Irmã Maria Ângela Belim Martins, Superiora Geral da Congregação e presidente do Capítulo.

A cerimónia de abertura, recorda-se ainda na nota, “teve lugar na capela do Colégio com a celebração da Missa Votiva ao Espírito Santo, presidida pelo senhor D. Nuno Brás, Bispo da Diocese, e concelebrada pelo senhor Cónego José Fiel de Sousa e pelo senhor Pe. Estevão Fernandes.” Na parte da tarde, deu-se início às sessões capitulas conforme o Plano de Ação previamente estabelecido para este ato. 

Já no dia 3 de agosto decorreram as eleições do novo Governo Provincial da Província, que ficou constituído pelas Irmãs:

Ana de Freitas Marques da Silva, Superiora Provincial

Ana Rita Nunes Araújo, 1ª Conselheira

Julieta de Sousa José, 2ª Conselheira e Ecónoma Provincial

Maria Inês Gouveia de Sousa, 3ª Conselheira e Secretária Provincial

Maria Goreti de Freitas Andrade, 4ª Conselheira provincial.

“Agradecemos à Rev. Irmã Maria Dulce Pinto e seu Conselho o serviço que prestaram na animação da Província, nos últimos quatro anos, e ao novo Governo Provincial pela sua generosidade em aceitar, na fé, esta missão. Que o Espírito Santo, a Senhora das Vitórias, S. Francisco de Assis e a Venerável Irmã Wilson o cumule com os seus dons, para poder realizar a vontade de Deus”, refere ainda a dita nota.