A oração do Papa pelas vítimas das violências nos EUA

No sábado, em El Paso, Texas, um jovem entrou atirando em um Centro Comercial, matando 20 pessoas e ferindo outras 26. Já na madrugada deste domingo em Dayton, Ohio, em caso semelhante, as vítimas fatais foram nove. O Papa Francisco e os fiéis presentes na Praça São Pedro, rezaram uma Ave Maria pelas vítimas e seus familiares

Foto: Vatican Media
Depois da oração do Angelus neste domingo, 4, o Papa Francisco rezou uma Ave Maria com os fiéis presentes na Praça São Pedro, pelas vítimas das últimas violências nos Estados Unidos.

Eis as palavras do Papa:

“ Estou espiritualmente próximo às vítimas dos episódios de violência que nestes dias ensaguentaram o Texas, a Califórnia e Ohio nos Estados Unidos, atingindo pessoas indefesas. Convido todos a unirem-se em oração comigo, pelas pessoas que perderam a vida, pelos feridos e seus familiares ”

Declaração dos Bispos americanos

O presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, Cardeal Daniel DiNardo fez uma declaração na manhã deste domingo, sobre o massacre no centro comercial em El Paso, no Texas, que deixou 20 mortos e 26 feridos.

“A violência ligada ao uso de armas tornou-seum flagelo sem controle, que se espalha pelo nosso país”, comentou o cardeal na declaração.

“As coisas devem mudar” escrevem os bispos, “mais uma vez, pede-se uma legislação eficaz que enfrente as razões pelas quais nas comunidades americanas continua a se verificar estes inimagináveis e repetitivos episódios de violência armada e homicida”.

Nota do arcebispo de San Antonio, Texas

Já o arcebispo de San Antonio, Dom Gustavo Garcia-Siller, depois de uma noite de vigília de oração, sublinhou em uma nota a “gratidão pelas forças policiais e aos funcionários das equipes de emergência, que prestaram socorro imediato às vítimas deste crime atroz”.

“Esta violência insensata – afirma o bispo – abala as nossas consciências, pois parece não ter fim este derramamento de sangue. Pedimos ao Senhor e ao Espírito Santo a nos ajudarem a restabelecer e reconstruir o respeito pela vida na nossa nação, e acabar com esta indizível carnificina que continua a se repetir de modo trágico”.

O massacre ocorreu na manhã do sábado (03) em um centro comercial em El Paso (Texas, Estados Unidos), como confirmou o governador Greg Abbot, que disse que este foi “um dos dias mais sangrentos” da história do Texas. Trata-se do tiroteio mais letal neste ano nos Estados Unidos.