Ponta do Sol vai celebrar festa da Ascensão

D.R.

Na quinta-feira, 30 de maio, na igreja da Ponta do Sol vai ser celebrada a festa da Ascensão do Senhor.

No final da missa, que se iniciará pelas 16 horas, serão lançadas pétalas de rosas, no altar principal daquele templo mantendo-se uma tradição antiga.

As pétalas são levadas pelas pessoas e como estão benzidas são um bom motivo para que as casas fiquem abençoadas.

Nesse dia a partir das 8 horas da manhã será feita a visita do Espírito Santo às residências da vila da Ponta do Sol, aos estabelecimentos comerciais e aos organismos oficiais daquele Município.

Na missa participam também os alunos das escolas da Ponta do Sol. Virão em cortejo até à igreja e irão interpretar temas musicais antes do início da missa.

Também as meninas «saloias» que estão a efetuar as visitas pascais e os elementos com as insígnias do Espírito Santo vão participar na Eucaristia.

Antigamente a festa da Ascensão era celebrada na quinta -feira, 40 dias depois do Domingo de Páscoa e era dia santo de guarda.

Atualmente a festa foi transferida para o domingo a seguir a essa quinta feira, este ano no dia 2 de junho.

Assinala a Ascensão de Jesus Cristo ao Céu, encerrando um ciclo de quarenta dias que se seguem à Páscoa. Também é conhecido como “dia da espiga” ou “quinta-feira da espiga”.

Antigamente em muitas localidades de Portugal, pela manhã, rapazes e raparigas iam para o campo apanhar a espiga e flores.

Formavam um ramo com espigas de trigo, rosmaninho, malmequeres e folhagem de oliveira que podia incluir centeio, cevada, aveia, margaridas e papoilas. Depois, o ramo era guardado ao longo de um ano, pendurado dentro de casa.

A origem desta atividade reside num antigo ritual cristão que consistia na bênção dos primeiros frutos, mas as suas características ou então, muito provavelmente em antigas tradições pagãs naturalmente associadas às festas consagradas à deusa Flora que ocorriam nesta época do ano.

O povo acredita que a espiga apanhada na quinta-feira da Ascensão proporciona felicidade e abundância no lar. Aliás, a espiga de trigo propriamente dita representa a abundância de pão, o ramo de oliveira simboliza a paz, as flores amarelas e brancas respectivamente o ouro e a prata que significam a fartura e a prosperidade.