Postais para as Visitas Pascais disponíveis na Cúria Diocesana

D.R.

À semelhança de anos anteriores os sacerdotes que desejarem postais para entregar no decorrer das Visitas Pascais já podem solicitá-los na Cúria Diocesana, nos moldes habituais e já por todos conhecidos.

A Páscoa é um tempo vivido, quer na Madeira quer no Porto Santo, de uma forma intensa, mantendo-se tradições como as Visitas Pascais, também designadas por Visitas do Divino Espírito Santo.

Os principais objectivos destas visitas são levar a alegria pascal, anunciando Jesus Ressuscitado, abençoar as famílias, manter uma presença da Igreja no ambiente familiar e proporcionar um melhor conhecimento da realidade paroquial.

Nalgumas paróquias, as visitas iniciam-se logo após a Missa do Domingo de Páscoa, noutras um pouco mais tarde. Os símbolos, esses, são idênticos em todas as comunidades paroquiais: as bandeiras, a coroa e o ceptro.

Há uns anos, estas visitas eram feitas pelo próprio pároco, o que obrigava a que nalguns lugares as mesmas acontecessem quando já estavam passadas algumas semanas da Páscoa. Agora a visita é feita também por pessoas ligadas à comunidade paroquial, sendo formadas por várias equipas que se distribuem pelos vários sítios da freguesia, de modo a que todos possam receber Cristo em sua casa até ao Dia de Pentecostes.

Continua, ainda assim, a haver uma equipa liderada pelo pároco, que vai alternando anualmente a sua área de visita de modo a que, uma vez por outra, seja o próprio a trazer a Boa Nova da ressurreição de Cristo.

Em sinal de agradecimento, o pároco, ou quem tenha a incumbência de o representar, costuma deixar um postal. Existem paróquias que o fazem por iniciativa própria, outras que recorrem aos postais que a Diocese disponibiliza.