Caminhar juntos: com o Papa Francisco, os migrantes e Seminário “em saída”

D.R.

1.América Latina – Jovens dizem ao Papa “caminhamos juntos” e caminhamos contigo!

Ser discípulo missionário

Dezenas de jovens da América Latina, durante o Sínodo dos Bispos publicaram uma mensagem em vídeo dirigida ao Papa Francisco em que manifestam o apoio da juventude sul-americana ao sofrimento e às preocupações de Francisco, além do compromisso em “ser discípulo missionário” pelas ruas da América Latina e Caribe.

Jovens empenhados

O brasileiro Lucas Galhardo, da Pastoral Juvenil da CNBB, faz a abertura da mensagem em vídeo, dizendo: “Querido Papa Francisco, os jovens e assessores da Pastoral Juvenil da América Latina e do Caribe, te enviamos uma saudação carinhosa”. Não esquecemos o convite que nos deixaste na JMJ de 2013, no Rio de Janeiro, para “caminhar juntos”.

Estamos empenhados em levar Cristo, sem medos, “para qualquer ambiente, até as periferias existenciais”, aos que parecem estar longe ou indiferentes, anunciando que Cristo está connosco “para dar Vida” aos povos, “para arrancar e destruir o mal e a violência; para destruir e demolir as barreiras do egoísmo, da intolerância e do ódio; para edificar um mundo novo”.

O exemplo de proximidade do papa Francisco

Cremos que o compromisso de “ser discípulo missionário” é  inspirado pelo exemplo de vida do Papa Francisco, a sua proximidade e as suas palavras. Assumem com coragem a missão de “ser sinal de paz e unidade” e “testemunho vivo do mandamento do amor” nas famílias e na sociedade; além do empenho de anunciar o Evangelho “da melhor forma que existe: sem medo, com amor e nas ruas, sempre fortalecidos na oração e nos sacramentos”.

Nós jovens caminhamos contigo

Os latino-americanos também agradecem ao Papa Francisco a “coragem e humildade” com que o Pontífice assumiu o Ministério da Igreja. Um Pontificado que faz a Igreja abrir as suas portas para escutar a voz dos jovens, ajudando a “sonhar e a tornar realidade” esses sonhos, além de motivar a seguir adiante para compartilhar, juntos, “a única grande notícia: Cristo está vivo e é quem dá sentido pleno à vida de cada jovem”.

Os jovens terminam a mensagem afirmando: “ Não estás sozinho; os jovens da América Latina e do Caribe caminham contigo.

2.Migrações – Encontrar estradas sempre novas de proximidade

Os missionários scalabrinianos

Francisco encontrou-se, no dia 29 out 2018, no Vaticano com os missionários scalabrinianos. Sublinhou a necessidade de uma Igreja Católica capaz de intervir na ameaça desumanizadora que paira sobre milhões de refugiados e migrantes, sem teto nem nação.“Hoje cada migrante corre o risco de se tornar numa pessoa desarraigada, sem rosto, sem identidade. Esta é uma perda gravíssima que pode ser evitada com a escuta, caminhando ao lado dessas pessoas e comunidades”, frisou Francisco.

A congregação dos Missionários de São Carlos Barromeu, cuja obra passa muito pelo setor pastoral das migrações, em especial no Apostolado do Mar, está em Roma a promover o seu Capítulo Geral, guiado por um novo superior, o padre brasileiro Leonir Chiarello.

Novas estradas de proximidade

No encontro com os participantes deste evento, o Papa argentino salientou ainda que a intervenção da Igreja Católica na crise migratória, deve ter como base “encontrar estradas sempre nova de evangelização e proximidade”. E incentivou os scalabrinianos a um trabalho cada vez mais “corajoso e perseverante”, no sentido de “levar o amor de Cristo aos que, distantes da pátria e da família, correm o risco de se sentirem inclusive distantes de Deus”.

3.Açores – Seminário “sai em missão

Formar discípulos missionários

O padre Hélder Miranda Alexandre explica que o seminário “suspende as suas atividades” para que os seminaristas partam em missão, “a diversas Ouvidorias e Ilhas, às escolas, catequeses, grupos de jovens, comunidades cristãs”.

O Seminário vai interromper a atividade normal entre dia 11 e 18 de novembro para a Semana dos Seminários 2018 que tem como tema ‘Formar discípulos missionários’. Realizar-se-ão várias “Vigílias de Oração”, e encontros de Pré-Seminário nas ilhas de São Miguel e Terceira. O seminário de Angra conta neste ano com 22 seminaristas: 1 da Ilha das Flores, 1 da Ilha do Faial, 2 da Ilha do Pico, 2 da Ilha de São Jorge, 1 da Ilha Terceira e 15 da Ilha de São Miguel.

Formação missionária no Seminário

D. João Lavrador, Bispo dos Açores,  explica que a formação no seminário deve “obedecer” a quatro características: “Única, integral, comunitária e missionária”. E escreve: “Exorto os cristãos, as famílias, as comunidades cristãs, os grupos de jovens, a catequese, os alunos da Religião Moral Católica nas escolas, os movimentos, a valorizarem esta semana através da oração, pela reflexão, proporcionando um discernimento vocacional às crianças, adolescentes e jovens, e dando graças a Deus pelo dom do nosso seminário”.