Mostra do cuscuz nos Lameiros a 21 de outubro

Cartaz - Mostra do Cuscuz

A ‘5.ª mostra do Cuscuz’ vai decorrer no adro da Igreja de Nossa Senhora da Saúde, nos Lameiros, São Vicente, já no próximo dia 21 de outubro.

Desde a primeira hora que esta mostra pretende preservar o cuscuz e a forma tradicional de confeccionar este alimento, tradicionalmente usado nos países do Norte de África e hoje consumido um pouco por todo o mundo.

O cuscuz é feito com farinha de trigo da terra, já que o outro trigo deixa-o “empapado”, fermento e água morna temperada com sal e folhas de segurelha, sendo trabalhada até se transformar numa massa granulada. Uma vez granulada, a massa vai para o cuscuseiro que é colocado sobre uma panela com água, demorando 2 horas a cozer a massa. Depois de cozido, o cuscuz é retirado e esfregado, ainda quente, com as mãos. Finalmente, é espalhado num terraço onde seca ao sol durante 2 ou 3 dias, e está pronto a ser consumido.

No Norte de África é normal chamar-se “cuscuz” também aos pratos já confeccionados com este alimento. Serve muitas vezes de acompanhamento, podendo perfeitamente substituir o arroz, as batatas e outras massas e combina bem com muitos outros sabores.