Ribeira Brava prepara festa de São Bento, o seu padroeiro

D.R.

Por Silvio Mendes

Novenas e festa de São Bento

Com a missa e procissão dos Passos que decorreram na manhã do domingo 11 de março, a paróquia da Ribeira Brava deu início à Semana de São Bento, tempo de preparação para a festa do padroeiro daquela comunidade.

Até ao próximo sábado, dia 17 de março serão celebradas novenas e missa na igreja da Ribeira Brava às 19h30.

No domingo, dia 18, a Eucaristia que assinalará a festa de São Bento principiará às 15 horas. No final realizar-se-á a procissão que inclui o «sermão das Bagaceira» mantendo-se assim uma antiga tradição.

A explicação da origem deste sermão está destacada num memorial colocado no adro da Ribeira Brava: «em tempos idos a ribeira ameaçava transbordar as margens e assim destruir a vila.

Na aflição, o povo com o pároco foram em procissão com São Bento até ao lugar da bagaceira (hoje Escola Pe. Manuel Álvares).

O pároco tomou o báculo de São Bento e atirou-o para a ribeira que não transbordou e a vila ficou a salvo da fúria das águas.

Mais tarde, o báculo veio a ser encontrado no adro. O povo atribui o milagre a São Bento.

Todos os anos na festa do Santo, a procissão detém-se neste local e aí é recordado este acontecimento, conhecido como o Sermão da Bagaceira».

A propósito da festa de São Bento o Pe. Bernardino Trindade, da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, pároco da Ribeira Brava, salienta que «todos os anos damos início à Semana de São Bento com a Procissão dos Passos preparando assim a Páscoa em comunidade paroquial. As novenas da Semana de São Bento ajudam-nos a aprofundar a vida cristã e a intensificar o nosso compromisso de batizados. É para todos nós uma boa catequese quaresmal. Por isso registo o apelo à maior participação de todos e em especial dos muitos movimentos da nossa paróquia. Para quem não pode participar num retiro por diversas razões tem a oportunidade à mão de semear».

Sublinha ainda que «não seria demais dizer aos jovens que isto é também para eles, tendo em vista o Concílio sobre os jovens em outubro próximo no Vaticano. Vamos repensar a Espiritualidade e a prática da mesma à Luz de São Bento, padroeiro da paróquia da Ribeira Brava, com o lema «Ora et labora». Temos duas atitudes/ações/ideias que são emblemáticas para a vida. É para nós a formula de sucesso e bem estar: o diálogo com Deus e com a obra da criação, seja no trabalho manual e intelectual. Logo sempre novo e sempre atual o lema de S. Bento. Temos assim um programa de vida com objetivo bem definido e com estratégias eficazes, consignadas na Regra de São Bento, sob a direção do garante da unidade/comunhão – o abade ou seja o chefe da família».

Festa de São José

Aquela paróquia irá celebrar a festa de São José e o Dia do Pai na segunda-feira 19 de março com missa às 20 horas. É organizada pelos «Discípulos do Mestre» grupo que mantém vivas as tradições religiosas: Natal, Quaresma, Advento, Páscoa e festas.

Visita do Superior Geral dos Dehonianos

Entretanto o Superior Geral da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), Pe. Heinrich Wilmer, que está a visitar as comunidades Dehonianas na Madeira, estará no dia 12 de março a visitar a comunidade Dehoniana da Ribeira Brava.

Tríduo Pascal

O Tríduo Pascal na igreja da Ribeira Brava terá o horário que se segue:

Domingo de Ramos: 9h45: Bênção dos Ramos no Largo Herédia.

Quinta- feira Santa: 20 horas: Missa da Ceia do Senhor, Lava-Pés e  Adoração ao Santíssimo Sacramento.

Sexta-feira Santa: 9 horas: Laudes;  19 horas: Celebração da Paixão seguida da Procissão do Enterro do Senhor

Sábado Santo: 9 horas: Laudes; 21 horas: Vigília Pascal

Domingo de Páscoa: 9 horas: Exposição do Santíssimo Sacramento;

9h30 Procissão e Missa.

No domingo seguinte iniciam-se as visitas do Espírito Santo que na Ribeira Brava são vividas com muito entusiasmo.