“Questões de arte sacra” reúnem especialistas no Museu de Arte Sacra a 1 e 2 de março

A segunda edição das “Conferências do Museu” vai convocar especialistas em teologia, bens culturais, liturgia e arquitetura para discutir questões ligadas à história e, sobretudo, à contemporaneidade.

Igreja da Nazaré - Funchal

O Museu de Arte Sacra do Funchal vai organizar, nos primeiros dias março, as “Conferências do Museu”. Trata-se de um espaço de debate sobre a História e os bens culturais da Igreja Católica, que pretende contribuir igualmente para uma maior abertura da instituição que as promove à sociedade.

“Queremos instituir estas conferências como uma imagem de marca e como uma iniciativa que pretende abrir o museu ao exterior e criar um espaço de debate de questões do domínio da arte sacra”, disse ao Jornal da Madeira o diretor do Museu de Arte Sacra do Funchal, João Henrique Silva.

O encontro, já na segunda edição, decorre nos dias 01 e 02 de março, sob o tema geral “Questões de Arte Sacra”, e será tratado em dois painéis temáticos: “Expressões do Património Cultural Religioso” e “A Construção do Espaço Sagrado“.

No primeiro painel, vamos trabalhar temas relacionados com o património móvel de arte sacra, o que está nos museus e os bens culturais da Igreja e a sua museologia e museografia, ao passo que o segundo painel se prende com a questão da arquitetura religiosa católica, olhar para o contemporâneo, para o que é a arquitetura religiosa hoje“, explicou João Henrique Silva.

O responsável lembra ainda que o tema geral das conferências é também uma forma de assinalar também o Ano Europeu do Património Cultural, que se comemora precisamente este ano, salientando que na sessão de encerramento será apresentada uma mensagem audio-visual do coordenador nacional desta celebração, Guilherme d’Oliveira Martins.

O enquadramento inicial do encontro conta com o contributo do padre e escritor Tolentino Mendonça numa conferência de abertura, agendada para as 10:15 horas do dia 1, que terá como tema – “Arte, Mediação e Símbolo: O sentido que vem” – sendo transversal aos dois painéis e tendo em conta que, do ponto de vista da Igreja, a arte continua a ser entendida como uma estratégia e um meio de evangelização.

Alguns temas e conferencistas

“Arte sacra, culto, cultura e património” (Nuno Saldanha), “A arte sacra: Museus e exposições numa sociedade secularizada” (Maria Isabel Roque), “Gestão e missão dos bens culturais da Igreja” (Sandra Costa Saldanha) e “Museu Diocesano de Santarém: A face visível de um alargado projeto de salvaguarda e valorização do património cultural da diocese” (Joaquim Ganhão) são alguns dos temas e convidados do primeiro painel.

No segundo dia debatem-se questões como “Existe uma arquitetura religiosa?” (Bernardo Pizarro Miranda), “Arquitetura religiosa em Portugal – séculos XX e XXI” (João Alves da Cunha), “Artes e arquitetura na mediação do sagrado” (João Norton de Matos) e “Arte litúrgica com amor: Criações das novas capelas de Braga” (Joaquim Félix).

Durante o encontro será ainda exibido o filme “Sagrado” (2014, 26 min.), do realizador Nuno Grande, centrado numa conversa com os arquitetos Nuno Portas e Nuno Teotónio Pereira sobre a igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Lisboa, que ambos projetaram.

Informações e inscrições

Vários especialistas em arte, património e museologia vão participar no encontro promovido pelo Museu de Arte Sacra do Funchal, entre os quais a diretora do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja, Sandra Costa Saldanha, e o padre e arquiteto João Norton Matos.

“Pretendemos uma reflexão sobre alguns temas que fazem parte daquilo a que se chama arte sacra e que, por um lado, é a identidade do museu”, explicou ainda João Henrique Silva, sublinhando que a iniciativa conta já com “seis dezenas de inscritos”. De resto, a primeira fase das inscrições para esta iniciativa termina precisamente neste domingo, dia 25 de fevereiro.

Mas para mais informações e também inscrições, que podem ser feitas nos próprios dias das conferências só que com custos acrescidos, os interessados podem e devem seguir todas as informações no site do evento em https://conferenciasmasfsite.wordpress.com/.

Como nota de rodapé de referir apenas que o Museu de Arte Sacra recebe por ano cerca de 15 mil visitantes, 95% dos quais turistas. Por outro lado, os serviços educativos promovem anualmente visitas gratuitas para cerca de 3.000 jovens e estudantes.