Novo livro de Tolentino Mendonça: “O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas”

126
José Tolentino Mendonça © Rádio Renascença

“O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas”, assim se intitula o novo livro de Tolentino Mendonça e que deverá chegar ao público neste mês de setembro, aos inúmeros leitores deste padre, poeta e teólogo natural da Madeira, e autor de uma vasta obra publicada em vários domínios.

«Com O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas, viagem interior para ser percorrida passo a passo, a Quetzal (editora) dá início a uma coleção de ensaios de cariz religioso e filosófico da autoria de José Tolentino Mendonça, mas também oferece continuidade à obra ensaística de grande sucesso deste autor. Num registo de pergunta e resposta, e, muitas vezes, como é marca do autor, cruzando impressões deixadas por livros, filmes ou momentos, Tolentino Mendonça oferece ao leitor uma obra de uma delicadeza superior, um amigo a que se recorre, e que simultaneamente convoca para a reflexão e para o contacto próximo com a fé e com Deus no quotidiano», explica a editora.

Poeta, sacerdote e professor, José Tolentino Mendonça nasceu na Madeira em 1965. Estudou Ciências Bíblicas em Roma e vive em Lisboa, onde, entre outras responsabilidades académicas e pastorais, é vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa (onde se doutorou em Teologia), diretor do Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião e capelão da capela do Rato. É também consultor do Pontifício Conselho para a Cultura (órgão do Vaticano).Tem publicado diversos livros de poesia, ensaio e teatro na editora Assírio & Alvim e colaborado em muitos outros como tradutor e organizador. Para José Tolentino Mendonça, «a poesia é a arte de resistir ao seu tempo». A sua obra tem sido distinguida com vários prémios, entre eles o Prémio Cidade de Lisboa de Poesia (1998), o Prémio Pen Club de Ensaio (2005), o italiano Res Magnae, para obras ensaísticas (2015), o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE (2016), o Grande Prémio APE de Crónica (2016) e, mais recentemente, o prestigiado Prémio Capri-San Michele (2017).