Cáritas Portuguesa apela ao acesso seguro e legal à Europa

Dia internacional contra o tráfico de seres humanos

A Cáritas Portuguesa associando-se à celebração do Dia Internacional Contra o Tráfico de Seres Humanos apela ao acesso legal e seguro à Europa como forma para acabar com o flagelo do tráfico de seres humanos.


“A Europa não pode continuar a desviar o seu olhar deste flagelo. Todas as crianças e adultos subjugados por esta nova forma de escravidão vivem com medo, pelo abuso e pela ameaça. Preferem sujeitar-se a esta nova forma de escravidão, do que voltar para casa, de onde fugiram, ou até mesmo morrer” afirma Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa.

Em comunicado lançado no site oficial: “A Cáritas Europa e, com ela, a Cáritas Portuguesa, reitera o seu apelo a todos os decisores para garantir o acesso seguro e legal à Europa de forma a evitar o sofrimento desnecessário de pessoas que estão desesperadas e, por isso, dispostas a arriscar suas vidas para fugir dos seus países de origem. Ao permitir que haja mais canais legais, os líderes europeus estarão a contribuir com o fim do lucrativo negócio dos traficantes de seres humanos. Existem ferramentas para conseguir isso, como por exemplo, o recurso aos vistos humanitários, recolocação, patrocínio comunitário, corredores humanitários e reunificação familiar”.